Edição 49
Abril/2014

20 nos 20: Frank Williams

Dono e fundador da equipe Williams, último chefe de Ayrton Senna

FRANK WILLIAMS, de Grove, em depoimento a EVELYN GUIMARÃES
 
Ayrton Senna era uma pessoa encantadora e muito inteligente, mas bem no fundo ele era duro também. Ele sabia exatamente o que queria, sabia quem era quem dentro da equipe e sabia o que cada um podia fazer. Ele ia atrás das pessoas e conseguia tirar delas o melhor, realmente era muito bom nisso. Na pista, era extraordinariamente especial.

Pessoalmente, sempre fui muito amigo dele, muito próximo, e isso é muito fácil de dizer. Nós temos a famosa história de quando ele fez o primeiro teste. Ele sabia que eu era um grande fã e apreciava isso. Então, depois, nos tivemos a oportunidade de tê-lo na equipe, mas, apesar de tudo, ele continuava a ser uma pessoa notável.

Eu já disse isso antes e volto a dizer: ele certamente poderia ter tomado o caminho para se tornar o presidente do Brasil se o acidente não tivesse interrompido essa trajetória. Acho que ele possuía a política em sua mente e penso que provavelmente caminharia para isso”.
 


A série ’20 nos 20’ traz 20 depoimentos de quem acompanhou bem intimamente esta morte exageradamente triste. A grande maioria estava em Ímola e acompanhou cada minuto do acidente fatal que mudou vidas para sempre.

 
 

Comentários