Edição 49
Abril/2014

20 nos 20: Rubens Barrichello

Aos 21 anos, iniciava sua segunda temporada na F1 quando a tragédia de Ímola aconteceu

RUBENS BARRICHELLO, de Interlagos, em depoimento a RENAN DO COUTO
 
É um fim de semana que, por um lado, o povo vai pensar “que triste que ele não lembra muito”. Mas eu tive o meu acidente, que teve 90 G na cabeça, e, como o Dr. Sid Watkins tinha falado, eu morri por seis minutos por ter engolido a língua. E eu perdi um pouco da memória. Por um lado, é ruim não lembrar. Por outro, é muito bom, porque vou te falar: toda hora que eu me lembro – por fotos, pois não tenho uma memória vívida daquele fim de semana; é uma fita que vai voltando com o tempo – não consigo ver o impacto, aquela dor da minha pancada. Não consigo lembrar o Senna no hospital. Mas eu tenho fotos, e as fotos mostram para mim a situação.

O fim de semana apagou, e estava na Inglaterra vendo a corrida. Eu estava praticamente nulo, não podia correr, estava com o nariz quebrado e, naquele momento, eu só tenho a cena que é provavelmente a que todos os brasileiros têm, que é a cabeça mexendo. “Que jóia! É o momento em que ele vai levantar”, pensei. E, infelizmente, não foi. Foi o último suspiro.

A partir dali, foi ligação para o mundo inteiro: pro Galvão, pro Reginaldo, pra quem tinha por perto para saber como que estava, e então chegou a notícia de que ele tinha falecido. E mesmo a viagem para o Brasil e até as coisas do funeral, não tenho muita memória, só fotos.

Por um lado bom, não recordo meu acidente. Uma semana depois, eu fui guiar o meu carro com medo de ter medo. Saí que nem um condenado, virei meu melhor tempo na pista de Silverstone e vi que era aquilo que eu queria. Pelo lado tocante, o que me marcou foi o último suspiro do Ayrton.

Para mim, aquilo ainda é um pesadelo”.
 


A série ’20 nos 20’ traz 20 depoimentos de quem acompanhou bem intimamente esta morte exageradamente triste. A grande maioria estava em Ímola e acompanhou cada minuto do acidente fatal que mudou vidas para sempre.

 
 

Comentários